Âncora Wind Farms

172 MW de energia limpa para Portugal

Com 84 turbinas eólicas Senvion e uma capacidade total de 171,6 MW, os parques eólicos de Âncora constituem o quarto maior parque eólico em Portugal. Os acionistas do projeto são Galp Energia, Martifer e Ferrostaal. Os parques eólicos estão localizados no norte de Portugal em Picos Vale do Chão, Sernancelhe, Moimenta e Três Marcos. Após sua conclusão, os parques eólicos vão disponibilizar energia limpa para abastecer 125.000 casas.

As turbinas instaladas nos parques eólicos são dos modelos Senvion MM92 e Senvion MM100, com 2,05 e 2 megawatts de potência nominal respetivamente. As turbinas da Senvion são um ajuste perfeito para Portugal e permitem produzir energia limpa e competitiva.

Estes projetos de energia eólica são a ilustração perfeita da criação de valor em Portugal. As nacelles e hub são montados na fábrica Ventipower, localizada em OIiveira de Frades, e as pás são produzidas na Ria Blades, localizada em Vagos. Este projeto também incorpora o fornecimento local de torres, componentes elétricos, construção civil e obras elétricas.

Âncora é o 11ª maior projeto na Europa

Em dezembro de 2014, a Senvion celebrou um contrato chave-na-mão com a Âncora Wind para a entrega e instalação de 84 turbinas eólicas com uma potência nominal total de 171,6 megawatts, a acomodar em cinco parques eólicos em Portugal.

  • Picos Vale do Chão: 11 turbinas Senvion MM92
  • Sernancelhe: 12 turbinas Senvion MM100
  • Moimenta I e II: 42 (21 + 21) turbinas Senvion MM92
  • Três Marcos: 19 turbinas Senvion MM92

Tecnologia das turbinas - eletricidade limpa e competitiva para Portugal

As turbinas da Senvion são uma escolha perfeita para Portugal. Um país com um recurso de vento forte, localizando principalmente nas montanhas do interior e com condições meteorológicas complexas são o ambiente natural para as turbinas MM. Estas turbinas derivam da primeira série de turbinas de um megawatt produzidas pela marca e foram as primeiras no país alcançar a 100 metros de altura hub.

MM92 - bestseller para médias e baixas velocidades de vento

A Senvion MM92 tem uma potência nominal de 2,05 MW, atingindo esta potência com uma velocidade de vento de apenas 12,5 m/s graças ao seu diâmetro de rotor de 92,5 metros. Isto faz da MM92 a turbina ideal para velocidades de vento médias e baixas. A MM92 produz energia de forma tão poderosa, eficiente e confiável que se tornou na turbina Senvion mais vendida. Ele baseia-se na tecnologia do gerador e caixa de velocidades da MM82.

Mais sobre a MM92

MM100 - transforma baixas velocidades do vento em receitas

A Senvion MM100 está equipada para fazer uso eficiente de todos os locais com ventos de baixa velocidade: um diâmetro do rotor de 100 metros, uma área total de varrimento de 7.854 m² e alturas de hub que variam desde 75 a 100 metros. Além disso, o seu nível de potência sonora é o mais baixo na classe, de 103,8 dB (A). Isto faz com que seja um dos sistemas mais silenciosos da sua classe e, portanto, particularmente interessante para parques eólicos onshore que estão sujeitos a restrições de ruído.

Mais sobre a MM100

Projeto WindArt: um tributo à energia renovável em Portugal

Joana Vasconcelos e Vhils, dois dos mais conhecidos artistas contemporâneos portugueses, foram convidados pela Âncora Wind, para intervir mais alto projeto de arte contemporânea do mundo – o projeto WindArt.

Os dois artistas de renome internacional conceberam e desenharam a obra de arte que compõe dois aerogeradores Senvion MM92 com um altura máxima de aproximadamente 150 metros.

O projeto WindArt celebra a construção do parque eólico de Douro Sul, um dos maiores parques eólicos da Europa, com 150 MW de potência instalada, apresentado como um tributo à energia renovável.

Localizado na Serra de Leomil, no concelho de Moimenta da Beira, o projeto WindArt pretende explorar a integração de turbinas eólicas na paisagem - tanto humana e da natureza – e o envolvimento e interação delicada com a natureza, em perfeita simbiose.

Retrato dos artistas

Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos participou do projeto WindArt devido à sua originalidade e por considerar o projeto como "um desafio verdadeiramente emocionante, devido à sua dimensão e posição inesperada. É, provavelmente, o mais alto projeto de arte contemporânea do mundo. "

A obra de arte Joana Vasconcelos incide sobre a cultura da região e retrata uma expressão de amor para a vila que o hospeda, ilustrada pelo enorme coração desenhado na torre da turbina e apontado para o centro da aldeia. "O dinamismo do desenho e da explosão de cor referem a energia das montanhas e, no topo da torre, as estrelas amplificam a altura e as condições extraordinárias para a observação num céu limpo e brilhante à noite", diz a artista.

Alexandre Farto, também conhecido como Vhils

O conceito de Alexandre Farto, Vhils, "simboliza a rica diversidade de texturas naturais das árvores da região, estabelecendo uma ligação com todos os elementos que dão vida e energia para o local. Entre esses elementos gráficos, emerge a forma de um olho humano, que visa representar simbolicamente um farol, que humaniza e ilumina o espaço à sua volta ".

Resolver desafios complexos

Projeto WindArt foi uma tarefa muito exigente para Senvion. Quando lançado o desafio, há mais de um ano, o projeto passou por um amplo processo de análise técnica e viabilidade. Realizar um projeto tão complexo, com um prazo exigente - as turbinas tiveram de ser erguido antes da restrição ambiental associada à reprodução lobo em Moimenta, necessitando de uma aprovação especial da Agência Portuguesa de Ambiente - permitindo que um produto de arte pudesse ser colocado numa região montanhosa protegida. Igualmente, todas as aprovações das autoridades de aviação e as autoridades locais tiveram de ser cumpridas.

O transporte também exigiu uma atenção especial. A Senvion envolveu uma equipa de logística altamente especializada, experiente para acompanhar a entrega desde o primeiro metro de percurso até o local onde a turbina ficará durante vinte anos.

Senvion teve que trabalhar em estreita colaboração com todas as partes envolvidas e equipa da Âncora Wind foi incansável para garantir que todas as condições necessárias poderiam ser preenchidas, garantindo que o processo de produção e de instalação não fosse alterado pela produção da arte nas turbinas - contando com a Senvion para alcançar os resultados desejados, exatamente como idealizado pelos artistas, dando lugar a uma intervenção artística de alto a baixo, única no mundo.